Postagens

Lázaro Ramos: primeiro premiado, primeiro casal negro protagonista, com mais personagens principais...

Imagem
Lázaro Ramos, pioneiro. Esta é a terceira postagem do nosso blog em que se registra o pioneirismo de Lázaro Ramos. Em novembro de 2012, registramos que, ao lado de Camila Pitanga, formava o primeiro casal negro protagonista, na novela Lado a Lado, e que junto com Micael Leandro de Farias e Jean Paulo Campos Borges, ostentava o pioneirismo de primeiros televisivos premiados.

Taís Araújo: a primeira protagonista da teledramaturgia nacional e muito mais

Imagem
Taís Araújo carrega uma série de pioneirismos na sua história. Mas ser a primeira nem sempre é bom e transformador. E é a própria Taís quem fez a reflexão sobre isso no programa Espelho, do Canal Brasil, comentando o fato de ser a primeira negra capa de duas ou três revistas nacionais:
“Mas só eu fui duas ou três vezes capa de revista. Então, para mim, já não tem mais essa validade toda. Eu não sou a única negra trabalhando na televisão, não sou a única atriz negra considerada bonita. Fico me questionando: ‘Será que vale meu domingo tanto assim?’ Valeria se fosse eu e dois meses depois outra, e três meses depois outra. Aí eu teria certeza de que perder meu domingo com minha família estava valendo à pena.”
Taís Bianca Gama de Araújo é também “a primeira pessoa a sofrer agressão racial na internet, ir até a delegacia prestar queixa e suportar todas as consequências desse ato, que vão desde as críticas daqueles que acharam um exagero até os que a acusaram de querer chamar a atenção para g…

Áurea Carolina: negra, feminista e a mais votada na Câmara Municipal de Belo Horizonte

Imagem
A cientista política Áurea Carolina de Freitas e Silva, aos 32 anos, assina o pioneirismo da primeira mulher, negra, com maior votação em Belo Horizonte: 17.420 eleitores votaram nela. Apoio histórico!, a maior votação na Câmara Municipal da capital mineira das últimas três eleições.
Com R$ 15.225,72 em despesas contratadas, Áurea Carolina teve mais de 4 mil votos que o segundo colocado nas eleições municipais, o professor Wendel Mesquita (PSB), que teve uma campanha com despesas em torno de R$ 50 mil.
Com o registro nº 50180, pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol), e os motes “mulheres no poder” e “nenhum direito a menos”, Áurea Carolina conquistou uma das 41 cadeiras da Câmara Municipal de Belo Horizonte.
Em seu programa, as promessas de lutar pela aprovação de um plano municipal da juventude, pela ocupação dos espaços públicos, por igualdade racial e pelo “empoderamento das mulheres”.
Entre as suas bandeiras estão a plena efetivação do direito à ocupação do espaço público, o fome…